Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
page
post
Entre em contato pelo Telefone(41) 2626-1106 Entre em contato pelo WhatsApp(41) 98894-6221

Urologia Pediátrica: 5 cuidados importantes para o tratamento da Mielomeningocele

Urologia Pediátrica

A Mielomeningocele é uma malformação da coluna vertebral que acontece logo nas primeiras semanas de gestação. A Urologia Pediátrica é uma das especialidades médicas mais importantes do acompanhamento de crianças portadoras dessa doença, sendo imprescindível para a conquista de uma qualidade de vida melhor. 

A coluna vertebral envolve um canal por onde passam: a medula e os nervos espinhais. Eles são responsáveis por encaminhar informações do cérebro para o corpo, ajudando a controlar movimentos. 

Quando essas vértebras não se “fecham” completamente, partes do sistema nervoso que deveriam estar protegidas pela coluna, ficam expostas. Essa condição reflete em consequências relacionadas às dificuldades motoras e neurológicas. 

Uma delas é a Bexiga Neurogênica, que pode incluir quadro de incontinência urinária, com dificuldade para segurar a urina, ou mesmo a incapacidade de expelir quantidades suficientes, causando infecções na bexiga por conta do acúmulo de urina. 

Outra condição comum em pacientes com Mielomeningocele, mesmo após intervenções cirúrgicas intrauterinas ou pós-natais, é o Intestino Neurogênico. Nesse caso, os pacientes apresentam dificuldades para controlar os movimentos da região anal, seja pare reter ou produzir fezes. 

Para ambos os casos, existem tratamentos que contribuem para o bem-estar dos pacientes.  Listamos aqui cinco deles. Confira:

 

1. Acompanhamento com especialistas

É fundamental que pacientes com Mielomeningocele contem com acompanhamento de uma equipe médica multidisciplinar, desde o diagnóstico, com continuidade por toda a vida. Os primeiros anos de vida são os mais desafiadores.

Como a malformação na espinha bífida pode apresentar diferentes consequências, os tratamentos indicados também variam caso a caso. 

Essa equipe pode envolver:Cirurgia Fetal (em casos de diagnóstico precoce)Urologia Pediátrica, Nefrologia, Neurologia, entre outras especialidades.

 

2. Realização de cateterismo

Em caso de Bexiga Neurogênica, para esvaziar a bexiga e intestino dos pacientes, pode ser usada uma sonda, o que chamamos de cateterismo. Esse procedimento pode ser realizado de duas formas, a cada três horas: 

  • Via ureta: por meio de um pequeno tubo pelo canal por onde sai a urina. 
  • Via estoma: por meio de um canal introduzido via cirurgia que conecta a bexiga a um pequeno orifício na barriga. 

Ambos os procedimentos podem ser realizados em casa, mas necessitam de uma série de cuidados importantes para evitar qualquer tipo de complicação. Por isso, é importante que haja o acompanhamento da Urologia Pediátrica desde a decisão por qual formato de cateterismo seguir até a validação do procedimento de forma constante. 

 

3. Lavagem ou Clister Intestinal via Malone ou via retal

Algumas crianças, devido ao intestino neurogênico, necessitam realizar lavagem intestinal. Da mesma forma que o cateterismo é usado para esvaziar a bexiga, essa técnica tem como objetivo esvaziar o cólon, administrando fluidos a partir de uma sonda introduzida pelo reto ou por meio de cirurgia, ligando o intestino até um orifício na altura da barriga. 

A quantidade de fluidos, o intervalo entre as lavagens e os cuidados para realização do procedimento também devem ser indicados e acompanhados por um especialista.

 

4. Cuidados com a alimentação

Pacientes com Mielomeningocele só têm a ganhar com uma alimentação saudável, incluindo alguns cuidados especiais para que possam se desenvolver da melhor forma possível. 

Entre as cinco principais refeições diárias, é indicado, por exemplo, consumir alimentos ricos em fibras, vitaminas e minerais, para melhor funcionamento do intestino. Alimentos gordurosos, como frituras, além de biscoitos industrializados, balas, chocolates e bebidas calóricas, como sucos e refrigerantes, devem ser evitados.   

Outras orientações, tanto para os pacientes, quanto para os responsáveis por preparar as refeições, podem ser solicitadas aos médicos especialistas em nutrição que estiverem acompanhando o caso.

 

5. Sessões de Fisioterapia

A fisioterapia é importante tanto para estimular o desenvolvimento motor quanto para o melhor funcionamento da bexiga e do intestino.  É uma das orientações mais importantes para que pacientes com Mielomeningocele possam ter mais qualidade de vida.

Dessa forma, além de Cirurgia, Urologia Pediátrica e outras especialidades já citadas por aqui, é fundamental que as crianças e adolescentes com a doença possam realizar sessões de Fisioterapia motora e pélvica. 

Cada paciente pode apresentar um nível de dificuldade motora diferente do outro. Sendo assim, o tratamento deverá ser desenvolvido de forma personalizada a partir de uma avaliação. 

Conheça os cases de tratamento para Mielomeningocele da Cirurgia Fetal

Com os diagnósticos cada vez mais precoces e tratamento adequado, pacientes com Mielomeningocele têm grandes chances de viver de forma plena e saudável.

Clique aqui e conheça algumas histórias de pacientes que passaram pela Cirurgia Fetal, com resultados surpreendentes.  

Scroll Up
Close Bitnami banner
Bitnami